Inconformados? Mas com o quê?

Um mundo que tem sido moldado pelo pecado e pela imoralidade. Um mundo guiado por mentiras e caracterizado pela rebeldia contra Deus e Sua Palavra. É com este mundo que estamos inconformados.

Inconformar-se é não assumir a forma de algo e, nesse contexto, é não acomodar-se diante de tudo aquilo que tem desvirtuado a humanidade e ter coragem de dizer a verdade ainda que venha a contrariar a maioria.

Nosso objetivo com os textos que serão publicados neste blog é gerar transformação de vida e renovação no nosso modo de pensar e agir. Queremos redescobrir os princípios e valores que conduzem a uma vida abundante e, mais do que isso, à vida eterna. Assim, desejamos que você esteja conosco nessa caminhada que não será nada fácil mas que, temos certeza, será recompensadora.

Sejamos então moldados pela palavra de Deus, buscando uma vida de santidade e guiada pela verdade que liberta: Jesus.

…e não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

Romanos 12:2

No que acreditamos

Somos membros da Igreja Presbiteriana do Brasil e como tais subscrevemos aos Padrões de Westminster (Confissão de FéCatecismo Maior e Breve Catecismo).

Fale com a gente

Dúvidas, sugestões, críticas… estamos dispostos a ouvir o que você tem a nos dizer! É só acessar nossa seção de contato e enviar sua mensagem.

Mídias Sociais

Inconformados também nas redes sociais! Curta nossa página no Facebook, siga o nosso Twitter e siga-nos no Instagram @bloginconformados para ficar por dentro das novidades.

 

 

"O pecado é um desafio à justiça de Deus, um roubo à sua misericórdia, um zombar de sua paciência, um desprezo ao seu poder e um desdém ao seu amor."

− John Bunyan

"O evangelho oferece VERDADE no lugar do erro, ESPERANÇA no lugar do desespero e LIBERDADE em lugar da escravidão."

− Kevin DeYoung

"Nossos melhores desempenhos são tão manchados pelo pecado que é difícil saber se são boas obras ou obras más."

− Spurgeon