Deus é amor

Posted by | Maio 05, 2017 | Reflexão | No Comments

“Deus é amor”. Quem nunca viu essa frase num post na internet, num adesivo num carro e até num letreiro de igreja? É certo que essa afirmação é verdade, mas ela tem sido usada de forma errada e para justificar pecados. Por causa disso, resolvi escrever para alertar os irmãos que Deus é amor, mas esse não é o seu único atributo.

Os atributos de Deus

Por toda a Escritura podemos conhecer os atributos do Senhor. Seja através de seus nomes (eterno, imutável, insondável, onipresente, santo, justo, etc. – Pergunta 7 do CMW), seja através de suas ações. Assim, conhecendo a Palavra, conhecemos mais do caráter de Deus.

Por isso é importante lermos de Gênesis a Apocalipse, sem desprezar um livro sequer. A forma como Deus trata o povo de Israel em Levíticos, ou o Rei Davi, ou Jonas, nos ensina sobre o seu caráter. E Deus não mudou; Ele é o mesmo ontem, hoje e sempre.

“Porque eu, o Senhor, não mudo;”
Malaquias 3:6a

Deus não se contradiz

Sendo assim, sabendo de seu caráter imutável, precisamos entender que o Senhor não se contradiz.

“Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.”
2Timóteo 2:13

Portanto, se Ele diz que algo é pecado, de forma alguma ele vai se contradizer. Não podemos usar outras partes da Bíblia para invalidar isso, porque TODA a Escritura é inspirada por Deus (2Tm 3:16), e Ele não é homem para que minta (Nm 23:19).

Então, você sabia que Deus é justiça?

Sabendo então da inerrância e infalibilidade da Palavra de Deus, sim, Ele é amor:

Se alguém confessa publicamente que Jesus é o Filho de Deus, Deus permanece nele, e ele em Deus. Assim conhecemos o amor que Deus tem por nós e confiamos nesse amor. Deus é amor. Todo aquele que permanece no amor permanece em Deus, e Deus nele.
1 João 4:15-16

Esse versículo e muitos outros nos mostram esse atributo de Deus. Mas também…

Deus é um juiz justo, um Deus que manifesta cada dia o seu furor. Se o homem não se arrepende, Deus afia a sua espada, arma o seu arco e o aponta, prepara as suas armas mortais e faz de suas setas flechas flamejantes.”
Salmos 7:11-13

Como então negar a justiça do Senhor quando a própria Palavra dEle mostra o quanto ele é justo? Aquele que não anda segundo os seus estatutos será alvo de Sua justiça.

Vamos pensar logicamente agora: se nós, imperfeitos como somos, quando vemos uma situação de assassinato, roubo, estupro, etc. queremos justiça, imagine Deus, que é completamente perfeito e tão Santo que nem há palavra que possa descrever essa santidade perfeitamente.

Sim, Ele é amor e sua misericórdia não tem fim, mas ela está reservada para aqueles que foram escolhidos (Ef 2:3-6). Aos que O negam, Sua justiça os espera.

Na prática

Já que o amor do Senhor não pode negar outros atributos como a justiça e a santidade, vamos usar a frase “Deus é amor” com cautela.

Muitas vezes essa afirmação é usada – e inclusive já recebemos comentários sobre isso – para justificar a aceitação de homossexuais. Como podemos fundamentar essa prática sob o argumento de que Deus é amor, se Ele mesmo declara que isso é repugnante (Lv 18:22) e que os que praticam tais coisas não herdarão o reino dos céus (1Co 6:9-10)? O amor de Deus reside no fato de que mesmo tais pessoas que praticam essas coisas podem ser regeneradas e transformadas por Ele.

Outro exemplo é o de casamento em jugo desigual. A alegação de que Deus é amor e quer me ver feliz não pode ser válida, já que a Palavra claramente nos diz para não nos colocarmos em jugo desigual (2 Co 6:14-15). Se o Senhor abençoa aqueles que andam em seus caminhos, com certeza você será feliz em obedecê-Lo!

Não podemos justificar atos pecaminosos com esse argumento. Não podemos negar a Palavra de Deus, que já nos diz tudo o que é pecado, e nem negar a cruz de Cristo, que morreu por esses pecados.

Que grande conforto!

Saber que Deus é justiça é um grande consolo para nós. Significa que aqueles que vivem em pecado, praticam imoralidade e profanam o nome do Senhor não ficarão impunes. Assim como queremos justiça nesse mundo quando sofremos violência, ou quando vemos corrupção na política, Deus, que tudo vê, tudo sabe e é o justo juiz, não deixará impunes aqueles que desobedecem seus estatutos.

Não justifique seu pecado pelo fato de Deus ser amor. Ele te receberá com seus pecados. Mas justamente porque Ele te amou primeiro, é preciso haver mudança de comportamento, caso contrário, você será alvo de Sua justiça.

* Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, link do blog INCONFORMADOS, tradutor, blog original, não altere o conteúdo e não utilize para fins comerciais.

* Créditos da imagem

Posts Relacionados

About Aline Brandão

29 anos, solteira, formada em Administração, nasceu em Salvador-BA e congrega na Igreja Presbiteriana de Brotas.

Leave a Reply

Your email address will not be published.