Ame a vida que você nunca quis

Posted by | dezembro 22, 2017 | Reflexão | No Comments

Nós tendemos a definir nossa vida com base em nossa percepção de progresso. Estou onde eu pensei que estaria nesta idade? Eu consegui o que eu pensava que eu conseguiria? Os meus sonhos são mais ou menos reais hoje? Estou feliz em meu casamento, minha família, minha posição no trabalho? A minha vida é bem sucedida?

Na realidade, a vida nunca é definida pelo nosso desempenho ou circunstâncias. O que realmente faz qualquer vida valer a pena ser vivida é a presença, proteção e prazer do Todo poderoso, todo-suficiente Deus.

Após ter sido vendido como escravo pelos seus próprios irmãos, José, surpreendentemente, subiu ao poder no, possivelmente, maior império do mundo.

O SENHOR era com José, que veio a ser homem próspero; e estava na casa de seu senhor egípcio. Vendo Potifar que o SENHOR era com ele e que tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava em suas mãos, logrou José mercê perante ele, a quem servia; e ele o pôs por mordomo de sua casa e lhe passou às mãos tudo o que tinha.” Gênesis 39:2-4

Potifar colocou José a cargo de tudo. Porém, a esposa de Potifar cobiçou José e tentou seduzi-lo. Quando ele fielmente recusou suas investidas, ela armou para ele, afirmando que ele foi até ela. Suas mentiras retiraram José de todo seu poder e responsabilidades e levou-o para prisão (Gênesis 39:20). Ele não cometeu nenhum pecado (pelo menos não com a esposa de Potifar), tampouco foi encontrado engano em sua boca, e ainda assim ele foi tratado como pior que um escravo, preso sem esperança de libertação.

O SENHOR, porém, era com José, e lhe foi benigno, e lhe deu mercê perante o carcereiro; o qual confiou às mãos de José todos os presos que estavam no cárcere; e ele fazia tudo quanto se devia fazer ali. E nenhum cuidado tinha o carcereiro de todas as coisas que estavam nas mãos de José, porquanto o SENHOR era com ele, e tudo o que ele fazia o SENHOR prosperava.” (Gênesis 39:21-23)

Seja no poder ou na prisão, a vida de José era cheia de esperança, significativa e bem sucedida, não porque ele trabalhou muito ou recebeu o que merecia, mas porque Deus era com ele. O Senhor esteve com ele no sucesso – e o Senhor esteve com ele na prisão.

Quão boa é sua vida?

Sua vida atual é aquela que você sempre quis? Você achou que já estaria casado(a)?

Ou achou que ainda estaria casado? Se você é casado, você se casou quando achou que deveria ou com quem você pensou que casaria?

E o seu trabalho? Não era o que você esperava? Você sente que seus dons estão sendo desperdiçados? Você sonha em tomar um rumo diferente na sua vida?

Talvez você deseje viver em outro lugar? Você deseja estar mais perto da sua casa (ou mais longe)?

A realidade é que todos nós conseguimos imaginar uma vida melhor do que as circunstâncias atuais. A realidade maior é essa: se você ama e segue a Jesus, Deus sempre escreve uma história melhor do que você poderia escrever pra si. Uma história melhor porque o próprio Deus é melhor, mais satisfatória do que qualquer outra que podemos ter ou experimentar, e, portanto, a plenitude da vida é finalmente encontrada não em qualquer sucesso terreno ou relacionamento ou realização, mas em sua proximidade com Deus através da fé.

O lado escuro dessa boa nova é que talvez você tenha que andar através de dores, desapontamento, rejeição, ou sofrimento por 70 ou 80 anos. O lado mais brilhante (e predominante) diz que Deus nunca comete erros ao escolher o bem para você. Tudo que você experimentou – esperado ou inesperado, agradável ou doloroso – faz parte do bom plano de Deus em te fazer dEle. (João 10:27-29), para dar Si mesmo a você para sempre (Salmos 16:11), e para usar sua vida para revelá-Lo e revelar Sua glória para o mundo ao seu redor (Is 43:25; 1Co 10:31).

O segredo do contentamento

Alguns mil anos depois de José ter reinado e ter sido deixado para apodrecer na prisão, Paulo viveu e escreveu as mesmas coisas sobre a vida.

Aprendi a viver contente em toda e qualquer situação. Tanto sei estar humilhado como também ser honrado; de tudo e em todas as circunstâncias, já tenho experiência, tanto de fartura como de fome; assim de abundância como de escassez; tudo posso naquele que me fortalece.” (Filipenses 4:11-13)

Qual é o segredo para felicidade e contentamento em face a qualquer coisa trazida pela vida? É centralizar e ancorar sua felicidade e contentamento em Cristo, em vez de na vida. John Piper diz, “quando temos pouco e perdemos muito, Cristo vem e revela a Si mesmo como mais valoroso do que tudo que perdemos. E quando temos muito e transbordamos em abundância, Cristo vem e nos mostra que Ele é muito superior a qualquer coisa que possuímos.”

Assim sendo, podemos orar como Salomão em sua sabedoria “Não me dês nem a pobreza nem a riqueza; dá-me o pão que me for necessário; para não suceder que, estando eu farto, te negue e diga: Quem é o SENHOR? Ou que, empobrecido, venha a furtar e profane o nome de Deus.” (Provérbios 30:8-9). Através dos olhos do sonho americano, a oração parece pequena, até mesmo autodestrutiva. “Deus, negue-me riqueza e prosperidade para manter e satisfazer a minha alma.” Àquele que se entregou e se satisfaz em Jesus, é um sonho supremo que vale a pena suportar.

Um maior tesouro e ambição

A vida que você está vivendo atualmente é aquela que você sempre quis?

• Você está contente – mais do que contente: satisfeito e exultante – por ter Deus ao seu lado (Josué 1:9)?
• Você colocou algum padrão ou realização humana acima de conhecê-lo e ser Dele (2 Coríntios 6:16)?
• Você está desejoso de confiar sua alma, sua causa, e sua reivindicação àquele que sempre julga justamente, àquele que prometeu trabalhar todas as coisas em todas as circunstâncias – incluindo cada contratempo, cada desapontamento, e ainda todo pecado contra você – para você (1 Pedro 2:23 ; Romanos 8:28)?

Deus ensina para todos nós, após o injustiçado José, e o brutalmente abatido Paulo, a ter a força, esperança e alegria deles. Faça dEle o seu maior tesouro e ambição, e veja tudo o mais que acontece em sua vida à luz desse infinito prazer e segurança. Aprenda a amar a vida que você tem com Deus, ainda que essa seja a vida que você nunca quis.

Este post é uma tradução de um artigo de Marshall Segal, publicado originalmente no blog Desiring God, traduzido e publicado com permissão do autor. O artigo original pode ser encontrado no link: Love the Life You Never Wanted
Marshall Segal é assistente executivo de John Piper e editor associado do desiringGod.org. Ele se formou na Bethlehem College & Seminary e é editor do Killjoys: The Seven Deadly Sins. Ele e sua esposa Faye vivem em Minneapolis.

 

 

By John Piper. ©2017 Desiring God Foundation. Website: desiringGod.org
* Traduzido por Rachel Figueiredo
* Permissões: Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor, link do blog INCONFORMADOS, tradutor, blog original, não altere o conteúdo e não utilize para fins comerciais.

* Créditos da imagem

Posts Relacionados

About Inconformados

Leave a Reply

Your email address will not be published.